Nosso caminhar e viver é feito de mudanças. Esta é uma certeza que carrego em minha alma. Mas nunca havia imaginado o quanto a chegada dos meus filhos me transformaria. Surpresas da vida!!

O processo começou pelo meu corpo e até hoje se manifesta em minha alma. E, acredito, me faz sempre uma pessoa melhor.

O que é, afinal, “estar em flow”?

Com o propósito confesso de me incentivar a escrever sobre flow, uma amiga me enviou a belíssima apresentação de um artista vivendo essa experiência em plenitude. O vídeo, de fato, me inspirou. Assim, convido você a ler o texto com minhas reflexões e a assistir ao vídeo, para sentir o que significa (e os resultados obtidos) quando o estado de flow é alcançado.

Você sente um cansaço enorme e tem a impressão de que não vem usando todo o seu potencial? Às vezes, acredita que poderia ter uma vida mais plena e feliz, mais com “a sua cara”? Ou, ainda, começa a semana esperando a sexta-feira, parou de cuidar de você, da sua saúde, das suas vontades e sonhos.

Se você olha para as pessoas e não se reconhece mais no que anda fazendo...

Você é “sem querer” ou “de propósito”?

Tem sido cada dia mais comum encontrar pessoas que não veem mais sentido no que fazem. Têm boas carreiras, podem até ganhar muito por elas, mas sentem suas vidas se esvaziando. A sensação de que não querem mais viver desse jeito é crescente. E continuam caminhando pela vida com menos brilho, com pouca vontade, quase “sem querer”.

Estar perto de alguém sem emprego produz diferentes sentimentos e reações. Desde solidariedade e empatia que tanto confortam até um distanciamento, velado ou não, por não saber exatamente como agir. Isso pode ser desafiador, ainda mais nesse período de Festas. Pensando nisso, refleti sobre atitudes que ajudam – ou não - uma pessoa sem emprego.

 

Nosso caminhar e viver é feito de mudanças. Esta é uma certeza que carrego em minha alma. Mas nunca havia imaginado o quanto a chegada dos meus filhos me transformaria. Surpresas da vida!!

O processo começou pelo meu corpo e até hoje se manifesta em minha alma. E, acredito, me faz sempre uma pessoa melhor.

Com o propósito confesso de me incentivar a escrever sobre flow, uma amiga me enviou a belíssima apresentação de um artista vivendo essa experiência em plenitude. O vídeo, de fato, me inspirou. Assim, convido você a ler o texto com minhas reflexões e a assistir ao vídeo, para sentir o que significa (e os resultados obtidos) quando o estado de flow é alcançado.

Você sente um cansaço enorme e tem a impressão de que não vem usando todo o seu potencial? Às vezes, acredita que poderia ter uma vida mais plena e feliz, mais com “a sua cara”? Ou, ainda, começa a semana esperando a sexta-feira, parou de cuidar de você, da sua saúde, das suas vontades e sonhos.

Se você olha para as pessoas e não se reconhece mais no que anda fazendo...

Tem sido cada dia mais comum encontrar pessoas que não veem mais sentido no que fazem. Têm boas carreiras, podem até ganhar muito por elas, mas sentem suas vidas se esvaziando. A sensação de que não querem mais viver desse jeito é crescente. E continuam caminhando pela vida com menos brilho, com pouca vontade, quase “sem querer”.

Estar perto de alguém sem emprego produz diferentes sentimentos e reações. Desde solidariedade e empatia que tanto confortam até um distanciamento, velado ou não, por não saber exatamente como agir. Isso pode ser desafiador, ainda mais nesse período de Festas. Pensando nisso, refleti sobre atitudes que ajudam – ou não - uma pessoa sem emprego.